Águias reforçam doloroso recorde

Home/História do Futebol, Notícias/Águias reforçam doloroso recorde

A dolorosa derrota de ontem, diante do Sevilha (0-0 e 2-4 g.p.), materializou-se na oitava final europeia perdida pelo Benfica, curiosamente consecutivas, isto depois da conquista das duas primeira finais em que os encarnados participaram, diante do Barcelona (5-3 em 1960/61) e Real Madrid (3-2 em 1961/62), para a Taça dos Campeões Europeus.

Este cenário, na verdade, reforçou o estatuto do Benfica como o clube que mais finais europeias perdeu, sendo a Juventus a equipa que se aproxima mais dos encarnados, tendo perdido seis finais (cinco da Taça/Liga dos Campeões e uma da Taça UEFA).

Péssimo aproveitamento encarnado

Ainda assim, a diferença torna-se maior entre estes dois emblemas quando se analisa a taxa de aproveitamento, uma vez que, tal como lembra o jornal “A Bola”, com duas finais ganhas em dez, o Benfica perdeu 80% das finais, enquanto a Juventus, que perdeu seis de 12 decisões, apresenta um aproveitamento de 50%.

Esta, lembre-se, foi a terceira final da Taça UEFA/Liga Europa que o Benfica disputou e perdeu, isto depois dos desaires com Anderlecht (0-1 e 1-1), em 1982/83; e Chelsea (1-2), em 2012/13. Por outro lado, foi também a segunda vez que as águias perderam uma final europeia da marca de grande penalidade, isto depois da final da Taça dos Campeões de 1987/88, diante do PSV (0-0 e 4-5).
aabenfica

By |mayo 15th, 2014|Categories: História do Futebol, Notícias|Comentarios desactivados en Águias reforçam doloroso recorde