Figo é candidato

Home/Notícias, Personagens/Figo é candidato

Luís Figo defendeu ontem, na apresentação da candidatura à presidência da FIFA, o alargamento do Campeonato do Mundo de 32 para 40 ou 48 equipas. Esta mudança implicará apenas mais três ou quatro dias de competição e terá efeito noutras confederações que não a Europa.

O ex-internacional português referiu que 50 por cento das receitas do organismo devem ser entregues às federações nacionais.
Num evento que decorreu no Estádio do Wembley, em Londres, voltou a frisar que o futebol lhe deu muito e que lhe custa ver a degradação da imagem da FIFA, liderada há 17 anos pelo suíço Joseph Blatter, também candidato.

O ex-futebolista mostrou algumas ideias do seu manifesto, referindo que, se for eleito, investirá no futebol e na distribuição de dinheiro às federações.

No seu manifesto, falou também em alterações às leis de jogo, nomeadamente na discussão do fora de jogo, e mostrou ser um defensor da tecnologia da linha de golo, que gostaria de ver implementada.
Figo lembrou que é oriundo de um bairro social na margem sul de Lisboa e que no futebol, que lhe deu tudo, é independente, não devendo nada a ninguém. Por isso quer também mais oportunidades e condições para os jovens jogadores, defendendo que 50 por cento do fundo de solidariedade deve ser aplicado na criação de infra-estruturas para o futebol de formação.

Luis Figo

 

 

By |febrero 20th, 2015|Categories: Notícias, Personagens|Tags: , , |Comentarios desactivados en Figo é candidato