AFA

Home/AFA

About AFA

This author has not yet filled in any details.
So far AFA has created 185 blog entries.

Importância da estratégia no futebol

Porque o Madrid renunciou à bola? “Naquele dia, tivemos a melhor ideia, porque sabíamos quem tem problemas quando controla a bola. Nós sabíamos para onde enviariam os passes, como procurariam Cristiano. O nosso plano era deixar fora de jogo Xabi (desculpa, Xabi, mas esse era o plano A). Porque se Alonso poder jogar como quer é impossível defender o Madrid. E Götze fechou-o. Sabíamos que se os nossos laterais, Piszczek e Schmelzer, se movessem muito, a vantagem estava do nosso lado com Cristiano. Se bloqueias Xabi, obrigas Pepe a ter sempre a bola. E isso faz a diferença.” – Jurgen Klopp O futebol, de há uma década para cá, mais coisa menos coisa, enfrentou uma mudança radical. A forma como se pensa o jogo, mudou de tal forma, que muitos ficaram atrasados no tempo e ainda hoje não entendem o que mudou. Não será por acaso que ainda hoje vemos treinadores a apostar unicamente na condição física dos seus jogadores, e dão-lhes uma bola apenas para brincar, mas não lhes ensinam nada. Estratégia talvez não seja o tema favorito do leitor, mas, se o futebol é fluído no seu jogo, se não existe um padrão de acontecimentos, como podemos montar uma equipa que seja organizada, sem um plano? Se o objetivo é fazer o golo, então como vamos fazer o golo? Qual é o caminho para chegar ao golo? Através da organização do jogo (organização ofensiva/defensiva e transição ofensiva/defensiva), e sabendo que todos estes momentos se relacionam entre si, o treinador deve criar uma estrutura que una estes quatro momentos, e que todos os jogadores façam parte dessa estrutura. Como defendemos é como vamos atacar, e como atacamos, é como vamos defender. Se a nossa

By |febrero 25th, 2015|Categories: Personagens, Tips|Tags: , , , |Comentarios desactivados en Importância da estratégia no futebol

Figo é candidato

Luís Figo defendeu ontem, na apresentação da candidatura à presidência da FIFA, o alargamento do Campeonato do Mundo de 32 para 40 ou 48 equipas. Esta mudança implicará apenas mais três ou quatro dias de competição e terá efeito noutras confederações que não a Europa. O ex-internacional português referiu que 50 por cento das receitas do organismo devem ser entregues às federações nacionais. Num evento que decorreu no Estádio do Wembley, em Londres, voltou a frisar que o futebol lhe deu muito e que lhe custa ver a degradação da imagem da FIFA, liderada há 17 anos pelo suíço Joseph Blatter, também candidato. O ex-futebolista mostrou algumas ideias do seu manifesto, referindo que, se for eleito, investirá no futebol e na distribuição de dinheiro às federações. No seu manifesto, falou também em alterações às leis de jogo, nomeadamente na discussão do fora de jogo, e mostrou ser um defensor da tecnologia da linha de golo, que gostaria de ver implementada. Figo lembrou que é oriundo de um bairro social na margem sul de Lisboa e que no futebol, que lhe deu tudo, é independente, não devendo nada a ninguém. Por isso quer também mais oportunidades e condições para os jovens jogadores, defendendo que 50 por cento do fundo de solidariedade deve ser aplicado na criação de infra-estruturas para o futebol de formação.    

By |febrero 20th, 2015|Categories: Notícias, Personagens|Tags: , , |Comentarios desactivados en Figo é candidato

Caála impõe empate ao Kabuscorp

O Recreativo da Caála foi ao Estádio Municipal dos Coqueiros roubar pontos ao Kabuscorp do Palanca, ao impor um empate a dois golos na partida de antecipação da primeira jornada do Campeonato Nacional da primeira divisão, Girabola'2015. O avançado camaronês foi a figura da tarde ao apontar os tentos dos anfitriões, ao passo que Borges fez auto-golo e Feny empatou para os visitantes. Uma partida em que a Caála mostrou que está na prova para discutir palmo a palmo com os habituais candidatos ao título. Mais afoita no ataque a equipa de Bernardino Pedroto foi a primeira a ameaçar, mas foi o Kabuscorp, mesmo sem justificar, a adiantar-se no marcador, aos 33 minutos, através de grande penalidade duvidosa. A Caála correu atrás do prejuízo e igualou aos 41 minutos, numa oferta do defesa central Borges. A segunda parte revelou uma Caála mais atrevida, mas Meyon em contra-ataque voltou a colocar os palanquinis em vantagem. Os visitantes reagiram e empataram aos 70 minutos com golo de belo efeito de Feny.

By |febrero 12th, 2015|Categories: Notícias|Tags: , , |Comentarios desactivados en Caála impõe empate ao Kabuscorp

Análise dos sprints

A análise da atividade que desenvolveum jogador é fundamental paradeterminar suas necessidades específicasna competição com o objetivo deotimizar o desempenho. Assim, esteestudo tem como objetivo analisar asações de Sprint (> 21 km/h) que realizamos jogadores de um time de futebol emsuas respectivas posições. Estudaram10 jogadores de um time de futebolprofissional da Liga BBVA (26,6 ± 4,43anos; 71,3 ±. 4,8 kg de peso e 1,77 ±0,05 m de altura) depois do seguimentoatravés o sistema TRACAB tecnologyde 14 partidas. Os indivíduos foramclassificados em 5 grupos de acordocom suas posições em campo: zagueiro(n = 8), defesas laterais (n = 19), meioscentros (n = 20), interiores (n = 13) e osatacantes (n = 16) . As variáveis estudadasforam: a distância total percorrida, amesma em sprints e o número total desprints realizados pelos sujeitos com baseem suas posições específicas no jogo. Aanálise estatística (p <0,05) mostra comoos meio-campistas são os que percorremuma maior distância (12,044 m ± 362,03m), no entanto, os atacantes mostraramuma maior distancia percorrida emsprints (762 m ± 186 676 m). Além disso,estes também realizar mais sprints (40,64± 6,16). A conclusão mostra que existemdiferenças no tipo de esforço realizadaspelos jogadores, dependendo dasposições específicas.

By |febrero 10th, 2015|Categories: Tips|Tags: , , |Comentarios desactivados en Análise dos sprints

Conduta violenta envergonha África

O Gana está na final do CAN2015. Os “Black Stars” venceram a Guiné Equatorial por 3-0, num jogo que terminou aos 82 minutos. Logo após o 3-0, os adeptos do Gana tiveram de fugir da bancada e invadiram o relvado para se protegerem dos adeptos guineenses. O jogo esteve interrompido durante 40 minutos, até o árbitro Eric Otogo-Castane, do Gabão, dar por terminada a partida. Viveu-se momentos de terror no Estádio de Bata. Um helicóptero sobrevoou as bancadas, tentando acalmar a multidão em fúria, tal como os jogadores da Guiné Equatorial.  Tudo em vão. Adeptos da selecção do Gana tiveram de ser evacuados do Estádio. Confusão à parte, o jogo até foi animado. Teve três golos, muitas oportunidades e um Gana seguro contra uma Guiné Equatorial que passou o jogo todo a pressionar o árbitro, o senhor Eric Otogo-Castane, do Gabão. Apesar da diferença a nível individual, com vantagem para o Gana, a Guiné Equatorial tentava ainda fazer mais história, já que nunca tinha estado numa meia-final de um CAN. A Nzalang Nacional contava com o apoio do seu fervoroso público para levar de vencida as “Estrelas Negras”.Ao intervalo, os jogadores do Gana tiveram de ser protegidos pela polícia, com os adeptos guineenses a atirar objectos para a zona de acesso aos balneários.No segundo tempo houve pouco futebol e muita confusão. Os jogadores da Guiné Equatorial, frustrados, começaram a fazer entradas duras e continuaram na pressão constante sobre o árbitro. O Gana, sem bola, recuava no terreno, cortava os espaços para a sua baliza, roubando espaços para os contra-ataques onde a Guiné Equatorial é muito forte. Sem espaço, os guineenses não conseguiam penetrar na área ganense. Frustrados por ver a sua equipa a ser goleada,

By |febrero 7th, 2015|Categories: Notícias|Tags: , , |Comentarios desactivados en Conduta violenta envergonha África

Anfitriões abatem Águias de Cartago

A passagem da anfitriã Guiné Equatorial, para as meias-finais, foi a grande nota do dia de sábado na 30ª edição da Taça de África das Nações em futebol, que registou ainda o apuramento da República Democrática do Congo, depois de uma recuperação épica, num desafio muito intenso frente ao vizinho Congo Brazzaville. O estorilista Javier Balboa foi decisivo no polémico êxito da Guiné Equatorial, ao marcar os dois golos com que os organizadores deram a volta à Tunísia, o primeiro em penalti aparentemente “fantasma”, que já nos descontos levou o jogo para o prolongamento, no qual, de livre, marcou um dos golos mais belos da competição. Contrariamente ao sucedido na última jornada do Grupo A, na qual confirmou o apuramento com o triunfo convincente diante do Gabão, sábado a Guiné Equatorial viu a vitória directamente ligada à actuação da equipa de arbitragem, sobretudo pela já referida grande penalidade muito duvidosa. Ahmed Akaichi, aos 70 minutos, em antecipação, colocou a favorita Tunísia no rumo da qualificação, mas, já nos descontos, uma pretensa falta de Mathlouthi (90+1) sobre Iván Bolado resultou no muito discutido penalti que Balboa converteu: aos 102 minutos, o estorilista resolveu com “obra de arte” em forma de livre. No outro desafio, o Congo Democrático foi castigada com dois golos na resposta a duas bolas que enviou aos ferros, mas teve ambição e estofo para se recompor, recuperar e impor-se por surpreendente 4-2. Numa segunda parte alucinante, o Congo adiantou-se com golos de Doré (55) e Bifouma (62), respondendo, com maior eficácia, a outros tantos remates do adversário ao ferro da baliza. Bokila (53) atirou à trave e, na resposta, Doré, na sequência de um livre, depois da bola sobrevoar toda a área, desviou

By |febrero 3rd, 2015|Categories: Notícias|Tags: , , |Comentarios desactivados en Anfitriões abatem Águias de Cartago