1º de Agosto bate arquirrival Petro de Luanda

Home/Notícias/1º de Agosto bate arquirrival Petro de Luanda

O 1º de Agosto foi hoje superior no “clássico” do campeonato nacional de futebol aaangolada primeira divisão, após ter vencido o seu arquirrival Petro de Luanda, por 2-1, em jogo da 15ª e última jornada da primeira volta, disputado no estádio 11 de Novembro.

Os militares, que se viram em desvantagem aos 21 minutos, quando Diógenes, numa jogada individual penetrou e abriu o marcador, chegaram ao empate três minutos depois por intermédio de Guilherme Afonso (25’). O golo da vitória foi marcado pelo suplente Bua, um minuto depis de ter entrado, aos 60′.

A partida começou com pressão ofensiva dos dois lados enquanto das bancadas os 25 mil espectadores lançavam apupos, gritos e assobios. Os anfitriões denotavam um ascendente com dominio do meio campo contrário, mas foi dos tricolores a primeira jogada de perigo, com um remate de Ben Traoré a passar a poucos centímetros da trave de Neblu aos quatro minutos.

O desafio prosseguiu animado, particularmente o duelo entre Ary Papel e defesa Abdul, com o jogador do 1º de Agosto a obrigar o oponente a recorrer diversas vezes à falta para evitar o pior.

Aos 10 minutos, Ben Traoré voltou a dar sinal de vida ao obrigar Neblu a uma defesa apertada com um remate à entrada da área. Nessa altura, a defesa militar era subsmetida a aturado trabalho. Aos 12 minutos o avançado Kheita, com um golpe de cabeça acertou no poste esquerdo de Neblu e no ressalto Osório não fez melhor.

Num jogo com toada de equilíbrio, aos 21 minutos, o Petro de Luanda adiantou-se no marcador com golo de Diógenes, que soube tirar proveito da distração do seu opositor direto, isolou-se e atirou a contar sem dar hipótese de defesa a Neblu. Esta vantagem durou apenas quatro minutos, pois num lance aos 25 minutos Ary Papel, após desequilibrar Abdul, serviu Guilherme Afonso, que desvia a trajectória da bola para o fundo da baliza de Jotabé, resultado com que terminou a primeira parte.

No reatamento, o Petro retomou a demonstrar concentração e determinação para alterar o resultado. Aos 50 minutos, na sequência de um passe de Gilberto, Keita tentou surpreender Neblo com um pontapé acrobático, mas este embateu novamente no poste.

O momento que mudaria o jogo aconteceu aos 60 minutos, quando Bua substituiu Ibukun, e no lance seguinte, aproveitou uma defesa incompleta de Jotabé e desfez a igualdade.

Os petrolíferos reagiram com substituições, nomeadamente, a entrada de Job para o lugar de Ben Traoré (65’) e com isso o rendimento cresceu, mas continuavam perdulários os atacantes.

A etapa final do jogo ficou marcada pelo “festival” de falhanço de Ary Papel, em lances individuais, isolado, mas sem sucesso, perdendo assim a possibilidade de se distanciar do camaronês do Kabuscorp, Meyong na lista de goleadores, em que têm cada um oito golos.

Com este triunfo, o 1º de Agosto ocupa a quarta posição com 25 pontos, ao passo que o Petro de Luanda é sétimo com 20. O líder Recreativo do Libolo tem 39.

By |junio 18th, 2014|Categories: Notícias|Comentarios desactivados en 1º de Agosto bate arquirrival Petro de Luanda